Imprimir
Visualizações: 980
1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 (0 Votes)

Autor: C. Araújo e Costa (Aluno)
Título: [sic]
Escrito a: 01 de outubro de 2013
Class.: Literatura Portuguesa
CDU: 821.134.3

 

 

[sic]

 

Há memórias que gostava de ter tido,
Algumas que tenho de coisas que nunca fiz,
Outras que gostava de poder esquecer.

Lá fora chove,
E o som da água a cair na terra acalma-me,
Faz-me pensar na Natureza e
No meu papel
Aqui.

Caminho por entre a chuva
Com destino incerto à vista,
Pois é nas caminhadas improvisadas e no contacto com o mundo
Que a viagem da descoberta intrínseca se inicia
E sou capaz de saber quem sou,
Esvaziar o medo e a raiva,
Ser.

Sou Devir,
Sou chama,
Sou água que o rio conduz leito abaixo;
Sou.
Talvez num outro plano não fosse assim:
Seria diferente, faria coisas que normalmente não
Faço,
Seria condicional,
Condicionado por experiências que nunca tive em memórias que possuo.

Mas aqui pura e simplesmente sou:
Cabe a outros contar exatamente o quê,
Pois sei que não sou a pessoa certa para a tarefa.